Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \29\UTC 2010

Feliz 2011!

Último post deste ano para o blog. Pra encerrar bem resolvi desejar um feliz 2011 pra vocês, mas não antes de lhes contar uma história.

Se eu fosse dar uma dica para esse momento da virada seria a seguinte: não crie expectativas. Afinal de contas, é só mais um dia, assim como todos os outros, com sorte, a maioria de nós não vai precisar trabalhar e quando chegar a meia-noite vamos vibrar, gritar, brindar, abraçar quem estiver ao nosso lado, será declarado o fim de 2010 e o início de 2011. E daí? Daí que vamos ter que nos lembrar de trocar o 10 por 11 sempre que formos escrever a data, de resto, tudo igual. Não, não sou uma pessoa rabugenta e de mal com a vida, mas digamos que tive algumas experiências ruins no que se refere ao ano novo.

2005-2006 – Era a 1ª vez que eu passava o ano novo com meu namorado na casa dele, em Gramado. Além dele, claro, tinha a parentada toda. Tava tudo muito bem até eu passar mal. Digamos que a mistura de fritura da janta + champagne depois não caiu muito bem.

2006-2007 – Casa do namorado e parentada: round 2. Eis que acordo no dia 31 com o meu pé inchado. MUITO inchado. ABSURDAMENTE inchado. Doía pra andar, pra subir escada, descer escada, doía pra tudo. Até hoje não sabemos ao certo, mas todo mundo acredita que fui premiada com uma mordida (picada?) de aranha, que habitam aos montes a casa do Lucas, embora só na minha presença elas resolvam se mostrar. Perseguição! Passei a virada com dor, sentada e com o pé pra cima. Maravilha! #NOT

2007-2008 – A culpa de tanto azar só podia ser do meu namorado, portanto resolvi mudar e passar o ano novo com a minha família, na praia, em Capão da Canoa. Eles tanto falavam dos fogos, que era lindo e blá blá blá, e lá fomos nós assistir. Adivinhem? As malditas corujas resolveram se instalar perto do local onde seriam disparados os fogos de artifício, assim, minutos antes do disparo, vieram em socorro das corujas e proibíram os fogos. Frustração foi pouco.

Ok, ok. Depois de 3 viradas não tão boas, resolvi seguir a dica do meu namorado: não criar expectativas. Dessa forma, passei os 2 últimos anos na casa do namorado, com a família, comemos, bebemos, brindamos, rimos, dançamos e foi muito bom! Esse ano vamos levar a parentada dele toda para a praia. Vamos mudar o local, mas o clima deve ser o mesmo. Festa em família!

E a dica vale também para todos os planos que decidimos fazer no final de cada ano, como se pudéssemos em um instante planejar tudo. É sempre bom ter planos: querer mais dinheiro, mudar de emprego, arrumar namorado, se livrar do namorado, mudar de casa, comprar uma casa, um carro, um sapato novo, ter um filho, se formar, fazer inglês, viajar… Mas não dá pra querer tudo sempre pro ano seguinte, e depois se frustrar por não ter conseguido algumas coisas. Minha mãe fazia listinha de tudo que ela planejava pro ano, no final ela não tinha coragem de abrir e ver porque sabia que ia se decepcionar.

Temos que ficar alegre por todos os bons momentos, por todas as conquistas, e o que não deu tempo, fica pro outro ano. Ou não. Mas a gente vai tentanto, sem criar expectativas, um dia de cada vez, uma hora as coisas começam a dar certo, e assim espero que todos vocês tenham um 2011 maravilhoso e uma ótima virada: fiquem longe das frituras, das aranhas, não bebam muito e aproveitem!

E até o ano que vem 😉

Read Full Post »